educação

Você tem interesse em seguir carreira na área de educação, mas não quer ser professor? Muitas vezes acreditamos que para trabalhar em escolas só existe um caminho: a pedagogia. Porém, saiba que existem várias opções de cursos na área de educação, como, por exemplo, o curso de biblioteconomia

Seguir carreira nesta área significa estar apto a atuar com processos de ensino e aprendizado, entre outras funções essenciais para o desenvolvimento da sociedade. 

Se você também compartilha deste objetivo, saiba que, felizmente, existem opções de graduações de diferentes segmentos para trabalhar em escolas. Além disso, esses cursos oferecem diferentes caminhos e possibilidades, por serem bastante amplas. Tanto fora como dentro da sala de aula.

Pensando nisso, preparamos um post para você que quer trabalhar na área de educação mas não sabe qual curso escolher. 


Mercado de trabalho para os cursos na área de educação

As possibilidades para quem quer atuar na área de educação são promissoras, já que sempre haverá oportunidades pela demanda constante e frequente. Isso porque o mercado da educação vive um momento de expansão no Brasil. 

É importante ressaltar que a educação está passando por uma transformação digital. Para além da pandemia esta nova modalidade de ensino deve continuar. O profissional que deseja seguir carreira na área precisa estar atento as novas tecnologias e novos métodos de ensino.

Quem atua com educação exerce um papel fundamental no desenvolvimento da sociedade. Isso porque, entre suas funções, está trabalhando para aprimorar a qualidade do ensino e aprendizado no país, tanto dentro da sala de aula quanto fora dela.

Veja abaixo alguns cursos na área de educação: 


Letras

O curso de Letras é ideal por quem se interessa por gramática, linguagem e literatura, mesmo que você não queira fazer Língua Portuguesa a premissa é a mesma para Língua estrangeira. A graduação tem duração de três a quatro anos. 

Neste curso, o aluno irá aprender também sobre história e cultura do país. Aqueles que pretendem seguir carreira na educação, atuando como professor ou participando de pesquisas, devem optar pela modalidade licenciatura.

No mercado de trabalho, o profissional poderá seguir a carreira acadêmica, tornar-se tradutor, intérprete, pesquisador e trabalhar em diversas outras funções. A média salarial, pelo menos de um professor que atua 23 horas semanais, é de R$ 2.797,67 no mercado de trabalho brasileiro.


Pedagogia

O curso tem duração de quatro anos e é ofertado na modalidade licenciatura em todo o país. Durante o curso, os estudantes são preparados para atuarem na educação infantil, desde a pré escola até o quinto ano do ensino fundamental. Além disso, este profissional pode atuar como diretor ou orientador educacional dentro das escolas. Tudo isso porque o pedagogo ou pedagoga entende das metodologias de ensino e da administração escola que conduzam a uma educação de qualidade

A média salarial de um pedagogo é de R$ 1.706,71. No entanto, quem opta por atuar em cargos de coordenação aumenta essa média para R$ 2.574,80. Já quem consegue chegar no cargo de diretor pode conseguir salários de até R$ 10.555,56.


Biblioteconomia

A graduação em Biblioteconomia é bem flexível. O estudante pode optar pela licenciatura ou bacharelado, e pode escolher entre as modalidade presencial e a distância.  Este é um curso com muitas possibilidades de atuação. Na graduação o estudante aprende sobre Logística de Documentação, Linguagens Documentárias, Cultura da Comunicação, economia e à contabilidade e marketing. Para os alunos que optarem por trabalhar com educação, irão ver na universidade noções de pedagogia, como dinâmica e organização escolar.

O mercado de trabalho para bibliotecários não se restringe a bibliotecas. O profissional pode encontrar vagas em bibliotecas públicas, escolares ou particulares. Além disso, os centros de documentação, arquivos, museus e centros culturais oferecem algumas oportunidades. 

O salário desse profissional varia bastante. No entanto, vale saber que um bibliotecário ganha em média R$ 3.652,47 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 39 horas semanais, de acordo com o CAGED do Ministério do Trabalho.


Educação Física

O curso de Educação Física é ofertado como bacharelado e licenciatura.  A graduação como bacharel significa que é mais focado em trabalhar em empresas. Este profissional poderá atuar em hospitais, clínicas, equipes de esporte, departamentos médico e outros.

Já a graduação em licenciatura é para quem pretende trabalhar na área de educação. A principal demanda de trabalho será em escolas infantis e dos ensinos fundamental e médio. O curso tem duração de quatro anos. Antes de conquistar o seu diploma, será necessário realizar um estágio supervisionado.

Durante a graduação em Educação Física o estudante encontrará  matérias sobre Anatomia Humana, Fisiologia, Nutrição, Prevenção de Lesões e Primeiros Socorros. 

A remuneração varia bastante. No entanto, em média, um professor de Educação Física no ensino médio ganha R$ 2.202,05 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 29 horas semanais.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem