Como montar uma esmalteria
O grande sonho de muitos trabalhadores é criar asas, e partir para o empreendedorismo com o seu próprio negócio. 

Se você atua no ramo de unhas, cosméticos e maquiagem, muito provavelmente também compartilhe desse desejo. 

Portanto, se o seu sonho e montar sua própria esmalteria, nós vamos te ajudar. 

Separamos algumas dicas bem bacanas para você que quer ter o seu próprio negócio, e construímos um passo a passo que vai te ajudar a colocar seus planos em prática. 

Acompanhe essa leitura conosco e se prepare para tirar do papel os seus sonhos! 

O que é uma esmalteria?

As esmalterias são locais especializados na comercialização de esmaltes, produtos relacionados, além de demais serviços que envolvam as atividades de manicure e pedicure

Entre os serviços ofertados, que envolvem cuidados e estética das unhas dos pés e das mãos, estão: 
  • aplicação de esmaltes;
  • unhas artísticas;
  • alongamento de unhas;
  • hidratação de pés e mãos;
  • venda de produtos para manicure e pedicure.
Há algumas unidades que ampliam sua área de atuação, oferecendo serviços como design de sobrancelhas, depilação, maquiagem, cabeleireiros, etc. 

O mercado de trabalho

Quem deseja abrir uma esmalteria precisa encarar o maior desafio do mercado, que é atrair a atenção de mulheres que desejam fazer as unhas fora de casa, mas que já contam com esse tipo de serviço. 

Dessa forma, você precisa agir de acordo com a insatisfação delas perante o atual prestador de serviços, além de despertar curiosidades nas demais. 

Portanto, você precisa se destacar em meio a concorrência, oferecendo diferenciais que cativem e chamem a atenção, sejam eles a localização, estrutura, qualidade e variedade dos produtos, serviços, preços. 

O próximo passo é garantir fidelidade, o que conta muito no ramo. E não há segredo: a forma mais fácil é oferecendo qualidade para sua clientela. 

Principais vantagens e desvantagens

Existem diversas vantagens em oferecer serviços com uma esmalteria, entre elas a estabilidade do negócio, proporcionada pelo grande fluxo de clientes e receita. 

Por conta de ser um serviço recorrente, as clientes retornam bastante frequentemente à esmalteria - seja com as cores desbotando, unhas quebrando, perda de forma, etc. 

Essa frequência geralmente é semanal ou quinzenal, para as mãos, e mensal ou bimestral para cuidar dos pés. 

Por outro lado, o grande fluxo pode ser uma desvantagem uma vez que só é possível atender um determinado número de clientes em um certo período de tempo - o que limita o lucro que a profissional pode receber. 

Também há ampla concorrência no ramo, pois existem muitos profissionais que prestam esse tipo de serviços - seja em esmalterias, ou em salões de beleza, centros de estética ou de maneira autônoma. 

Como montar uma esmalteria

Agora que você já conhece melhor o ramo, e está por dentro das vantagens e desvantagens, nós podemos te dizer o caminho a ser seguido para realizar esse sonho. 

O primeiro passo é realizar um planejamento detalhado - nele, é possível colocar no papel tudo que você fará, o que vai ser preciso para colocar tudo isso em prática, e quanto tempo e quais metas você almeja. 

Responda perguntas como quais serão os serviços oferecidos, os materiais necessários, quantidade de funcionários. Assim, é possível estimar todos os custos e fazer os levantamentos financeiros. 

Depois, encontre uma boa localidade, pensando no público que você quer atingir. Leve em consideração bons fluxos de pessoas, que podem ser atraídas e se tornar clientes. 

Fique por dentro de tudo que a legislação exige, para que você possa abrir sua esmalteria em acordância com a lei. 

Evite, a todo custo, atuar na ilegalidade - embora pareça uma saída mais rápida, pode acarretar diversos problemas. 

Normalmente, os procedimentos básicos para abertura de uma empresa são os seguintes: 
  • Criação do Contrato Social;
  • Registro na Junta Comercial;
  • Emissão do CNPJ e Escolha de Atividade;
  • Inscrição Municipal e Estadual;
  • Providencie os alvarás de funcionamento;
  • Busque emitir todas as licenças necessárias.
Se informe na Prefeitura de seu município, ou em uma unidade mais próxima ou virtual do Sebrae sobre todo procedimento completo exigido. 

Estrutura necessária

Existem ainda alguma exigências básicas para que sua esmalteria possa funcionar, tanto respeitando exigências legais, quanto para oferecer todo conforto e segurança que seus clientes merecem, bem como uma qualidade minimamente satisfatória de serviços. 

Sua esmalteria precisa oferecer, ao menos: 
  • Manicure e pedicure;
  • Unhas artísticas;
  • Pelo menos um efeito especial, como ombré, caviar ou plush nails (cobrado por unha);
  • Somente esmaltação (lixar, hidratar e pintar);
  • Serviços para unhas de gel (aplicação, manutenção, avulsa, etc.);
  • Esfoliação e hidratação de cutícula.
Com relação aos equipamentos e utensílios minimamente necessários, vale citar: 
  • Alicates em inox;
  • Palito em inox;
  • Espátula;
  • Cortador de unha em inox;
  • Esterilizadores (autoclave);
  • Cureta;
  • Toalhas;
  • Kits de unha com luvas hipoalergênicas, palito e lixas descartáveis;
  • Pinças;
  • Tesouras;
  • Mesas, bancos e sofá para clientes em tratamento e espera;
  • Telefone;
  • Computador com software para controle de estoque, arquivo de clientes, agendamento de horários e fluxo de caixa;
  • Balcão para vender produtos;
  • Espelhos e vitrines.
Agora, busque se atualizar enquanto profissional, e trazer sempre novidades e tendências para suas clientes, que exigem estar na moda com suas unhas. 

Invista pesado em biosegurança, além de usar as redes sociais como uma forte aliada - seja para divulgação própria, ou pelo boca-a-boca de serviços bem prestados. 

Não se esqueça que a qualidade do seu trabalho é o fator determinante para o sucesso ou insucesso de sua esmalteria, ou de qualquer outro ramo em que você esteja empreendendo. Procure oferecer o seu melhor, e o sucesso será uma consequência!

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem